Do ArcGIS para o Garmin

Já vimos várias funcionalidades do ArcGIS, desde contagem de pontos até interpolação de dados, mas as vezes precisamos sair da cadeira do escritório e realizar um pouco de trabalho de campo, validar nossas informações.

Para não ficarmos completamente perdidos no campo, podemos transferir nossos principais dados para o GPS, para o Garmin. E esse é o assunto do nosso tutorial. Vamos utilizar o ArcGIS para criar uma imagem georreferenciada num arquivo KMZ de uma forma que o Garmin reconheça ela.

Há duas formas de realizar esse procedimento e caso você já tenha dados para serem enviados para o GPS, você pode pular até os métodos, caso contrário, pode continuar acompanhando o texto que iremos gerar alguns dados para enviarmos para o GPS.

Lembre-se de sempre definir o sistema de coordenadas. Para esse procedimento, sugere-se usar WGS84, pois é o mesmo sistema adotado pelo Google Earth, consequentemente, seus arquivos KMZ (que será exportado para o GPS).

Vamos começar nosso tutorial delimitando nossa área de interesse no ArcGIS. Aqui, selecionei o Parque das Nações, em Criciúma (SC).

Limites do Parque das Nacões

Vamos inserir alguns pontos de amostragem (utilizando a ferramenta Draw – e não se esqueça de converte-los para shape), onde, hipoteticamente, iriamos amostrar solo para avaliar suas condições físicas e químicas e água para verificar suas condições sanitárias. Nosso mapa vai ficar conforme a figura abaixo.

Pontos de Amostragem

Agora, vamos salvar nosso projeto do ArcMap (gerando assim um arquivo com a extensão mxd), para isso, clique em Arquivo > Salvar.

Com os dados em mãos, vamos converte-los para exportar eles para o GPS.

Método 01

Esse método é simples, sendo que ele funcionou com o Garmin Oregon 650 (mas não funcionou com o eTrex30). Trata-se de um Toolbox do ArcGIS chamado Map to Garmin Custom Map.

Para baixar ele, clique aqui.  Na pagina do Toolbox, clique no item Downloads no menu da esquerda e em seguida clique em Download repository. Você irá baixar um arquivo compactado e após descompacta-lo, você pode ir no ArcGIS, especificamente no ArcToolbox, clicar com o botão direito sobre ArcToolbox e depois em Add Toolbox. Depois basta buscar a nova ferramenta.

Adicionar novo Toolbox

Com a nova ferramenta, você precisará indicar onde esta o projeto (arquivo mxd); qual o dataframe a ser importado (caso haja mais de um); número máximo de imagens a serem geradas; grau de prioridade da imagem gerada dentro do Garmin; e por fim, o arquivo de saída em kmz.

Toolbox Map to Garmin

Agora é só conectar seu GPS no computador e com o novo arquivo no formato KMZ, cole o arquivo KMZ na pasta dentro do GPS > Garmin/CustomMaps.

Método 02

Caso o primeiro método não tenha dado certo, você pode tentar esse método (que funcionou com o Garmin eTrex30).

Para realizarmos tal método, além do ArcGIS, vamos utilizar outros softwares, como:

  • GIMP: Editor gratuito de imagem;
  • 7zip: Gerenciador gratuito de arquivos compactados.

Então vamos converter nosso mapa para exportar ele para o Garmin. Para isso, utilizaremos a ferramenta Map to KML, disponível em ArcToolbox > Conversion Toolbox > To KML > Map to KML.

Nesta ferramenta, você deverá informar o projeto que você quer converter; caso ele tenha mais de um dataframe, deve-se selecionar um dataframe na segunda opção; e em seguida, definiremos o local de saída (onde vamos salvar o arquivo).

Importante lembrar que, para esse procedimento, você deve clicar em Data Content Properties e marcar a caixa Return Single Composite Image. Caso você tenha um arquivo muito grande, sugere-se limitar a área de conversão utilizando o Extent Properties, onde você pode indicar um shapefile que limite a área ou apresentar as coordenadas limites.

Ferramenta Map to KMZ

Basta clicar em OK e você terá um arquivo KMZ do seu projeto. Até aqui, terminamos de utilizar o ArcGIS. Agora iremos utilizar o 7zip e o GIMP.

Primeiro extrairemos do arquivo KMZ (os arquivos KMZ nada mais são do que arquivos KML zipados, compactados), após a extração, teremos um arquivo Composite.png e um arquivo doc.kml (caso aparece um arquivo legend.png, não se preocupe, é só remover a legenda inserida no ArcGIS, e repetir o processo até aqui).

No GIMP, iremos converter nosso arquivo Composite de png para jpg. Para isso, basta abrir a imagem clicando em Arquivo > Abrir. E para salvar em jpg, clique em Arquivo > Exportar Como. Uma nova janela será aberta, selecione o local onde você irá salvar o arquivo e mude a extensão que você esta salvando para jpg. Clique em exportar.

Mais outra janela será aberta, perguntado algumas informações sobre qualidade. No Garmin eTrex 30, ele não aceita jpg progressivos, portanto, antes de clicar no exportar desta nova janela, clique em opções avançadas e desmarque a caixa progressivo.

Exportar com GIMP

Agora vamos ao arquivo KML. Abra ele no bloco de notas e busque (Editar > Localizar) Composite.png. Substitua o png por jpg.

Após realizar todo esse procedimento, salve o arquivo, e vamos compactar, juntos, os arquivos Composite.jpg e doc.kml. Você irá criar um arquivo zip, o qual deve ser renomeado para kmz. O Windows irá adverti-lo sobre esse processo (porque alterar a extensão de arquivos, sem cuidado prévio, pode danificar o arquivo), mas clique em sim para realiza-lo, pois nesta situação ele não danificará o arquivo.

Com o novo arquivo no formato KMZ e com o seu GPS conectado via USB, cole o arquivo KMZ na pasta dentro do GPS > Garmin/CustomMaps.

Finalizando…

Concluindo essa ultima etapa, você poderá visitar o Parque das Nações, ou sua área de interesse, com seu GPS e acompanhar com a imagem aérea do local e seus pontos de interesse.

Lembre-se que qualquer dúvida ou dificuldade, você pode utilizar nosso espaço abaixo para deixar comentários.

Obs1: Caso a imagem não aparece, pode ser necessário ativar os mapas gerados pelo próprio GPS na opção configurações.

Fontes Consultados: Geographic Information Science Information and Support.



Clique na figura abaixo e assine nossa lista de emails para receber nosso ebook "Como criar mapas de localização com ArcGIS 10.x".


Author: Fernando BS

Engenheiro Ambiental e de Segurança do Trabalho. Atua nas áreas de recuperação ambiental, geoprocessamento e ciência do solo. Busca soluções utilizando softwares como ArcGIS, R e MATLAB.

3 thoughts on “Do ArcGIS para o Garmin”

  1. Bom dia,

    Adicionei no Arcgis o Toolbox Map to Garmin Custom Map. Ele até aparece na listinha do Toolbos, mas quando clico nele não abre!
    O que pode ter acontecido?

    Att,

    1. Boa noite Helena,

      Ele simplesmente não abre e não mostra nenhuma mensagem de erro? Se ele mostrar algo, você poderia colar aqui?

      O que pode ter acontecido é que o toolbox MapToGarmin só funciona nas versões 10.1, 10.2, 10.3 e 10.4 do ArcGIS.

      1. Bom dia,
        Simplesmente não abre, até aparece o ícone MapToGarmin, porem quando clico nele não abre nada.
        Então deve ser porque o meu ArcGis é o 10.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *