Qual município de SC têm mais nascentes? Ou como contar pontos no ArcGIS?

Aprenda como determinar e contar o número de pontos existentes dentro de outro polígono no ArcGIS. A partir desse procedimento, vamos saber qual cidade de Santa Catarina tem mais nascentes.

Nascentes são locais onde há o afloramento do lençol freático, sendo vitais para o desenvolvimento econômico, social e ambiental (veja um pouco mais sobre nascentes clicando aqui).

Só no Estado de Santa Catarina, temos mais de 150.000 nascentes mapeadas. Pensando nisso, você pode se perguntar, quais municípios de Santa Catarina têm mais nascentes?

É utilizando geoprocessamento e ArcGIS que contaremos quantas nascentes há em cada município.

Para realizar tal contagem, vamos utilizar dois shapes disponibilizados pela SDS-SC, Limites Municipais e Nascentes. Ambos estão disponíveis no SIG-SC (visite o site clicando aqui – lembrando que para acessar tais dados, é preciso criar uma conta).

No SIG-SC, você poderá baixar desde imagens aéreas a hidrografia, basta solicitar o arquivo e ir na aba meus downloads.

SIG-SDS - Dados Solicitados
Visão geral da seção Solicitar Dados Vetoriais no site da SDS-SC.

Depois de baixarmos os arquivos, vamos abrir eles no ArcGIS e vamos incluir no shape de Nascentes (nosso shape de pontos), uma nova coluna chamada “contagem” do tipo Integer.

Para realizar esse procedimento, basta clicar com o botão direito sobre o shape e selecionar Open Atribute Table, e na tabela de atributos, clique em Table Options (botão em vermelho na imagem abaixo) e depois em Add Field.

Adicionando Novo Campo na Tabela de Atributos
Adicionando Novo Campo na Tabela de Atributos

Nela, iremos atribuir o valor 1 para cada linha, para isso, ainda na Tabela de Atributos, clicaremos na coluna ‘contagem’ com o botão direito e selecionaremos a opção Field Calculator. Vamos colocar que ‘contagem = 1’, conforme imagem abaixo.

Field Calculator - Contagem igual a 1
Field Calculator – Coluna “contagem” igual a 1.

Agora, vamos utilizar o Join and Relates para relacionar nosso shape com limites municipais (shape de polígonos) com nosso shape de nascentes (shape de pontos).

Clique com o botão direito sobre o shape com os limites municipais e selecione Joins and Relates > Joins.

No primeiro menu (“What do you want to join to this layer?” – O que você quer unir à essa camada?), selecione ‘Join data from another layer based on spatial location‘.

No primeiro item, selecione o shape de nascentes; no segundo item, selecione o primeiro botão, e marque a opção Sum (ou seja, ele vai resumir e somar os dados do shape de ponto e salvar isso nos polígonos); no terceiro item, basta indicar o local onde você vai salvar o arquivo de saída. A sua janela deve ficar semelhante a imagem a seguir.

Join and Relates - Procedimento
Procedimento do Join and Relates

O resultado disso tudo é um shape de polígonos (no nosso caso, de municípios) com uma coluna chamada ‘Sum_contag’ com o número de pontos (nascentes) que estavam dentro daquele polígono.

Agora é só realizar alguns ajustes nas cores e podemos ter um mapa como esse abaixo.

Distribuição de Nascentes no Estado de Santa Catarina
Distribuição de Nascentes no Estado de Santa Catarina.

Por meio desse simples procedimento, podemos ver que as regiões litorânea, centro-oeste e oeste catarinense apresentam poucas nascentes, devendo haver incentivos para a preservação das existentes e políticas para não haja déficit hídrico.

Fique a vontade para comentar qualquer dificuldades, e fique atento que em breve utilizaremos tais dados no R para determinar quais municípios têm mais nascentes.



Clique na figura abaixo e assine nossa lista de emails para receber nosso ebook "Como criar mapas de localização com ArcGIS 10.x".


Author: Fernando BS

Engenheiro Ambiental e de Segurança do Trabalho. Atua nas áreas de recuperação ambiental, geoprocessamento e ciência do solo. Busca soluções utilizando softwares como ArcGIS, R e MATLAB.

4 thoughts on “Qual município de SC têm mais nascentes? Ou como contar pontos no ArcGIS?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *