9 Startups de Energia que estão Combatendo as Mudanças Climáticas

Visando reduzir a concentração de gases de efeito estufa na atmosfera, diferentes profissionais criam novas formas de produzir energia. Confira nossa postagem e descubra quais são elas.

Na postagem anterior, comentamos um pouco sobre gases de efeito estufa e mostramos como criar animações no R a partir dos dados anuais de emissões de dióxido de carbono.

Nesta postagem iremos falar um pouco sobre mudanças climáticas e o que algumas empresas (startups) estão realizando para mudar o atual cenário climático.

O que são Mudanças Climáticas?

Antes de definirmos o que são mudanças climáticas, precisamos esclarecer o que é Clima. Diferente de Tempo, o clima é o estado médio da atmosfera e ambientes relacionados no sistema terrestre. Esse estado médio também é denominado como Média ou Normal Climatológica.

Qualquer variação desta normal climatológica é chamada de Anomalia.

Tais variações e anomalias ao longo dos meses, estações, anos, décadas (e outros períodos de tempo) são chamadas de Variabilidade Climática, diferenciando-se de Mudanças Climáticas (períodos mais longos) somente em função do período de tempo utilizado para comparação.

O pesquisador Antti Lipponen (do Instituto Meteorológico Finlandês), a partir dos dados da Berkeley Earth, compilou as anomalias de temperatura entre os anos 1900 e 2018 para diversos países e o resultado pode ser visto na animação abaixo (ou clicando aqui).

Embora possa haver variações naturais nos dados observados, o aumento observado recentemente nas temperaturas têm sido tão evidente que a única explicação plausível e bem suportada cientificamente é da contribuição dos gases de efeito estufa.

Agora que sabemos que as mudanças climáticas são variações no estado médio da nossa atmosfera e sistemas relacionados, vamos ver que têm sido feito para reduzir a poluição atmosférica (i.e. as emissões de dióxido de carbono e de outros gases de efeito estufa) e as novas tecnologias que têm sido criadas para melhorar a qualidade do nosso ambiente.

Fervo Energy

O principal objetivo da Fervo Energy é a aplicação das tecnologias utilizadas para Fracking (Fraturamento Hidráulico) na industria geotérmica. Por meio desta proposta, eles pretendem melhorar a produção energética de locais onde há potencial geotérmico, assim como permitir o uso desta energia em novos locais.

Ao tornar esse tipo de tecnologia viável, a lista de fontes de energia sustentáveis iria aumentar, disponibilizando energia constante para produção (diferente da eólica e a solar, que apresentam variação no fornecimento).

Form Energy

Um dos problemas das energias renováveis oriundas do vento e do Sol é que elas não são constantes. Dessa forma, vários pesquisadores estão em busca de um novo meio de armazenamento de energia que seja eficiente e barato.

Essa é a missão da startup Form Energy, desenvolver um sistema de armazenamento de energia que seja de baixo custo e que tenha longa duração.

A startup iniciou seus trabalhos sob o nome de Baseload Renewables, realizando pesquisas com baterias de enxofre (visando substituir o lítio), e promovendo que esta bateria manteria a carga de base na rede energética. Depois de um tempo, eles convidaram Mateo Jaramillo (o qual ajudou na criação do grupo de pesquisa de Armazenamento de Energia da Tesla) para se unir à empresa, o que acabou se concretizando e sendo criada a Form Energy.

QuantumScape

Outra empresa em busca de novas tecnologias para baterias. A QuantumScape pesquisa baterias de estado sólido, onde tanto o eletrodo quanto os eletrólitos estão neste estado (nas baterias convencionais, os eletrólitos são líquidos ou polímeros).

Investimentos têm sido feitos para pesquisas de novas baterias para tornar viável o uso de carros elétricos.
Investimentos têm sido feitos para pesquisas de novas baterias para tornar viável o uso de carros elétricos. Foto por Mike Photos no Pexels.

O diferencial deste tipo de bateria é que ela é capaz de reter maior densidade de energia, tolerar temperaturas mais altas, além de permitir recargas mais rápidas, sendo essencial para o desenvolvimento de carros elétricos.

Commonwealth Fusion System

A startup Commonwealth Fusion System busca acelerar o uso da energia da fusão nuclear à nível comercial.

Os fundadores desta startup utilizariam uma nova tecnologia de supercondutores (Óxido de Cobre, Bário e Terras Raras) para criar campos magnéticos extremamente fortes para confinar a reação de fusão nuclear, permitindo reatores menores e mais baratos.

DMC Biotechnologies

Parando um pouco de falar em baterias e fusão nuclear, temos a DMC Biotechnologies, que faz uso de biotecnologia para produção de biocombustíveis.

Normalmente, produtos desenvolvidos por processos biológicos demoram mais de 7 anos para serem comercializados, além de serem bastante custosos. A tecnologia desenvolvida pela DMC acelera esse processo em até 50 vezes.

Pivot Bio

Focada na agricultura, a startup Pivot Bio busca substituir o uso de fertilizantes sintéticos baseados em nitrogênio. Para resolver este problema, a empresa faz uso de biotecnologia, aprendizado de máquina e modelagem computacional.

Embora seja um nutriente essencial, o nitrogênio também pode contaminar recursos hídricos locais.
Embora seja um nutriente essencial, o nitrogênio também pode contaminar recursos hídricos locais. Foto por freestocks.org no Pexels.

Por meio de bactérias e outros microrganismos coletados no solo, uma avaliação é realizada para que sejam selecionados aqueles que têm habilidade para fixar nitrogênio da atmosfera. Após esta seleção, os microrganismos são aprimorados para aumentar a fixação de nitrogênio e nutrir as plantas com este nutriente.

CarbonCure

Agora dentro do ramo da construção civil, temos a startup CarbonCure, a qual visa injetar dióxido de carbono no concreto, de uma forma a torná-lo mais resistente e reduzindo a pegada ecológico da produção de cimento.

Quidnet

Diferente das outras startups, a Quidnet busca armazenar energia na água pressurizada em corpos rochosos.

A água é bombeada em poços, aplicando assim pressão nas rochas, armazenando uma quantidade de energia. Ao liberar a água que esta confinada, ela é conduzida por tubos e acaba movimentando uma turbina para gerar energia.

Zero Mass Water

E a ultima startup da nossa lista é a Zero Mass Water. A empresa desenvolve painéis solares para retirar água do vapor de água do ar.

O dispositivo fabricado por eles é chamado de SOURCE, o qual permite obter, em boas condições atmosféricas, de 4 a 10 litros diariamente, não necessitando de energia externa.

Note que existem várias formas de reduzir nossas emissões de gases de efeito estufa e que, graças a criatividade de diferentes profissionais, temos novas tecnologias sendo desenvolvidas para melhorar nossa qualidade de vida e do meio ambiente que vivemos.

Leia também: O que é Inovação Tecnológica? Entrevista com o Eng. Químico Elidio Angioletto.

Você conhece alguma startup ou empresa que também esta inovando na área de meio ambiente? Comente um pouco sobre ela nos comentários.

Fontes Consultadas.

TEMPLE, J. Bill Gates has added a geothermal startup to his clean energy fund’s first bets. MIT Technology Review. 2018. Disponível em <https://www.technologyreview.com/s/612200/bill-gates-has-added-a-geothermal-startup-to-his-clean-energy-funds-first-bets/>. Acesso em 03 fev. 2019.

WALLACE, J.M.; HOBBS, P.V. Atmospheric Science - An Introductory Survery. 2 ed. Elsevier, 2006. 505 pg.https://www.technologyreview.com/s/612200/bill-gates-has-added-a-geothermal-startup-to-his-clean-energy-funds-first-bets/


Clique na figura abaixo e assine nossa lista de emails para receber nosso ebook "Como criar mapas de localização com ArcGIS 10.x".


Author: Fernando BS

Engenheiro Ambiental e de Segurança do Trabalho. Atua nas áreas de recuperação ambiental, geoprocessamento e ciência do solo. Busca soluções utilizando softwares como ArcGIS, R e MATLAB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *