Orçamentos e Gestão Financeira – Entrevista com Leandro Benincá

Todo profissional autônomo já passou por isso, quanto cobrar por um novo serviço? Além disso, como gerenciar nossas finanças? Entrevistamos Leandro Benincá para descobrirmos um pouco mais sobre gestão financeira para consultores.

Orçamentos são planejamentos financeiros, indicando o montante de recursos que serão necessários para desenvolver uma determinada atividade. Mas fazer um orçamento não é uma atividade fácil, considere o exemplo abaixo.

Te pediram um orçamento para a renovação de uma licença ambiental e como você estava precisando de dinheiro, você cobrou apenas R$ 500,00.

No entanto, você acabou tirando esse serviço de outro engenheiro, o qual cobrava mais caro. Será que o seu valor esta correto? Ou será que você cobrou pouco e desvalorizou sua formação?

Vamos avaliar este cenário e ver como realizar um orçamento.

[Caso você queira só assistir a entrevista com Leandro Benincá, clique aqui.]

Nos projetos de engenharia, os orçamentos indicam quais recursos financeiros serão necessários para sua execução, com os valores unitários e os totais.

Na maioria das vezes, pede-se que estes custos estejam descritos por atividades ou ainda por um cronograma de desembolso. Portanto, é importante verificar previamente qual o modelo utilizado pelo cliente.

O que um orçamento deve conter

Antes de fazer o seu orçamento, é fundamental verificar o valor mínimo e máximo previsto para serviço.

Por isso, avalie  e estude bem o projeto pelo qual você esta orçando, por exemplo,  se você estiver orçando um licenciamento ambiental, você deve avaliar uma série de fatores, sendo eles:

  • Hora técnica;
  • Deslocamento;
  • Alimentação;
  • Tempo gasto;
  • Visita prévia;
  • Emissão de ART – Anotação de Responsabilidade Técnica;
  • Pagamento de Taxas Administrativas;
  • Impostos.

A hora técnica sempre será orçada em cima de sua qualificação profissional, como anos de experiência e grau de instrução (graduação, mestrado, doutorado). Por isso pesquise com outros profissionais, solicite tabela de honorários das associações, mas lembre-se:

Nunca orce um valor sem planejar, somente para ganhar o serviço!

Os outros itens devem ser levantados para cada tipo de serviço, como por exemplo, avalie o tempo de chegada a sua área de estudo; veja o preço da gasolina, quanto seu carro faz por quilometro? Pesquise preços de restaurantes próximos ao local; veja com seu contador o valor das taxas administrativas.

Não esqueça de apresentar em seu orçamento as condições de pagamento, pois afinal, ninguém quer ficar endividado antes de iniciar o projeto, não é mesmo?

Um exemplo disso seria quando você tiver análises laboratoriais para serem realizadas, considere uma porcentagem do pagamento no momento da contratação para que você realize o pagamento das análises, ou ainda, negocie com o seu cliente para que ele pague as análises.

“Aquilo que não se pode medir, não se pode melhorar”. Físico irlandês William Thomson.

Além disso, após a realização do serviço, compare o que você orçou com aquilo que você gastou.

Medir o tamanho dos erros e dos acertos nas suas contas é o ponto de partida para identificar como melhorar sua relação com o dinheiro e concretizar objetivos financeiros.

Valorização Profissional

Lembrem-se, em casos como licenciamentos, você é responsável pela empresa por 4 anos (ou seja, enquanto a licença for vállida).

Por isso, orce um valor  que irá lhe dar segurança pelos próximos 4 anos (considere um valor para realizar uma visita mensal na empresa, levando em conta deslocamento e hora técnica).

Então, você leu até aqui e esta se perguntando: “Mas como irei cobrar um valor alto se há profissionais que cobram menos que eu, fazendo com que eu perca o serviço?“.

A resposta é simples:

Cuide da sua empresa e acima de tudo valorize a sua categoria. Pois por mais que você cobre um valor alto, se o empreendedor gostar de seu trabalho, ele com certeza lhe chamará de volta.

Um exemplo a ser seguido são os médicos, onde a grande maioria cobra um valor padrão para o mesmo serviço.

Embora segundo a matéria do blog “iMedicina“, o valor cobrado por atendimento pode variar, mesmo tratando-se da mesma especialização, pois leva em consideração:

  • Tempo de carreira;
  • Currículo do profissional;
  • Custos com estrutura;
  • Impostos;
  • Poder aquisitivo dos clientes.

Todos esses fatores  influem diretamente no preço estipulado, sendo que podemos observar que os fatores que são considerados pelos médicos (citados acima) não fogem dos itens que qualquer outro profissional deve considerar no orçamento.

Ainda assim, antes de realizar um orçamento, procure se informar quanto outros profissionais estão cobrando pelo serviço que você irá prestar, seja para um licenciamento ambiental; um EAS ou um PRAD, todos devem ser pesquisados e avaliados com muito cuidado, afinal um orçamento mal feito pode gerar futuras dores de cabeça.

A consulta da tabela de honorários dos engenheiros de sua região também é importante. Em uma busca rápida no Google, você encontra a tabela de honorários da Bahia; Rio Grande do Sul, Santa Catarina; Amapá; Paraná e muitas outras.

Então, dependendo a região que você trabalha, é interessante buscar pela tabela de honorários, pois afinal, um orçamento mal feito pode gerar muitos prejuízos para sua empresa. E lembre-se:

Sempre agregue valor a sua empresa.

Como gerenciar as finanças na sua empresa

No dia 30/11 realizamos o Webinar e-licencie e blog 2 Engenheiros com o tema “Gestão financeira para consultores”.

Nos bastidores do webinar Gestão Financeira para Consultores.

O webinar contou com a participação do empreendedor e  administrador Leandro Benincá,  onde ele nos esclareceu dúvidas, deu dicas e nos contou tudo sobre finanças. Você pode assistir ao webinar clicando na imagem abaixo.

Clique na imagem para assistir a entrevista completa.

Então se você meu amigo(a), que antes cobrava R$ 500,00 por uma licença ambiental, espero ter sanado suas dúvidas e acima de tudo ter ajudado você a organizar seus orçamento e finanças.

Não deixe de comentar logo abaixo desta postagem, o que você achou da postagem e da entrevista.

Confira também nossas entrevistas e webinares anteriores:

>>> O que é Inovação Tecnológica? Entrevista com Elidio Angioletto
>>> Gestão de Equipes em Projetos Ambientais – Entrevista com Clóvis Norberto Savi
>>> Como obter melhores resultados em sua consultoria ambiental


Clique na figura abaixo e assine nossa lista de emails para receber nosso ebook "Como criar mapas de localização com ArcGIS 10.x".


Author: Émilin CS

Engenheira ambiental. Têm experiência na área de saneamento e gestão ambiental, buscando soluções usando QGIS e Bizagi. Atua na área de modelagem matemática para rompimento de barragens com software HEC-RAS.

One thought on “Orçamentos e Gestão Financeira – Entrevista com Leandro Benincá”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *