Como converter coordenadas geográficas e decimais com diferentes referências?

Mapeamentos mais antigos estão em Córrego Alegre. Outros estão em SAD69. E agora, no Brasil, o sistema de referência oficial é o Sirgas 2000. Como converter tais coordenadas para o sistema novo? Confira nosso tutorial.

No ano de 2015, o sistema geodésico de referência SIRGAS 2000 foi adotado como oficial no Brasil.

Porém, outros sistemas eram utilizados para a confecção de mapas, tais como o SAD69 e o Córrego Alegre. Faz alguma diferença utilizar um sistema e depois mudarmos para o outro? Posso apresentar projetos feitos com SAD69?

Confira nossa postagem e aprenda a converter diferentes tipos de coordenadas (geográficas e decimais) e diferentes sistemas de referências.

No vídeo abaixo, apresentamos como utilizar a Calculadora Geográfica do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), ferramenta online, que permite realizar todas essas conversões.

 

diferenças entre sistemas de referências

Os sistemas geodésicos de referências são modelos da superfície terrestre, os quais permitem a determinação de locais em sua superfície, utilizando coordenadas (por exemplo, latitude, longitude e altitude).

Você pode perguntar se faz alguma diferença utilizar um sistema ou outro?

Sim, faz muita diferença. No site do curso de Engenharia Cartográfica da UFRGS, há uma tabela mostrando como realizar os cálculos para conversão entre um sistema e outro.

E partir dela, podemos ver quantos metros estaremos errando se utilizarmos o sistema de referência incorreto.

Considerando somente latitude e longitude, confundir WGS84 e SAD69 acarreta num erro maior que 60 metros! Córrego Alegre e Sirgas 2000? Somente mais de 200 metros.

Na prática, esse tipo de erro pode colocar sua equipe de campo no local incorreto de amostragem, sendo que eles podem perder um dia inteiro procurando um poço de coleta que não existe na coordenada fornecida.

Ou pior.

[Exemplo abaixo pego emprestado do eng. Luiz, da Atta Engenharia]

Na mineração, sondagens são atividades caras. Vamos considerar a equipe de subsolo quer saber para onde vai a frente de lavra, qual a direção eles devem seguir para continuar extraindo minério?

Caso você defina o ponto de sondagem em SIRGAS 2000, mas a sua equipe de sondagem usa um GPS em SAD69, eles irão sondar o local errado, podendo inclusive perfurar uma galeria já minerada.

Desperdiçando tempo e recursos (e não obtendo nenhuma informação relevante).

Se considerarmos o preço da sondagem de R$ 500 o metro perfurado, e tenhamos uma cobertura de 30 metros até a galeria, seriam R$ 15.000 jogados fora.

Posso apresentar um mapa em SAD69?

O ideal é sempre utilizamos o mesmo sistema de referência para criar nossos mapas (de preferência, o oficial), pois como vimos no exemplo anterior, isso pode gerar grandes problemas.

Como o sistema de referência oficial no Brasil é o SIRGAS 2000, você não poderá requerer informações aos órgãos públicos num sistema diferente.

Além disso, em periciais ou outros trabalhos de auditoria, os envolvidos podem desqualificar seu trabalho por ele estar sendo apresentado num sistema de referência diferente do oficial (ou seja, Sirgas 2000).

Não poderá, por exemplo, requisitar uma revisão de limites numa propriedade, fazer qualquer tipo de questionamento legal utilizando o sistema antigo, nem fornecer/receber dados das concessionárias de serviços públicos para recebimento ou prestação de serviços. [IBGE]

Ou seja, você deve realizar seus mapas em Sirgas 2000.

Convertendo coordenadas no QGIS

No QGIS, quando você abre um shapefile ou um raster, ele provavelmente já terá definido um sistema de referência.

Por exemplo, caso você tenha um shape em SAD69, para converte-lo, adicione o shape de interesse no QGIS e clique sobre ele com o botão direito e selecione Salvar Como…

Salvar Shape no Qgis
Clique com o botão direito no shape e depois em Salvar como.

Na janela que ira abrir, basta você escolher onde você salvará o novo arquivo (1) e em seguida, definir o novo sistema de referência (2). Depois, clique em OK (3).

Salvando seu shape num sistema de referência diferente.
Salvando seu shape num sistema de referência diferente.

E no ArcGIS?

Para converter sistemas de referência no ArcGIS, vamos utilizar o toolbox Project (ou Raster Project – caso a conversão seja realizada num raster).

O toolbox Project encontra-se no seguinte caminho, no ArcToolbox, Data Management Tools > Projections and Transformations. Dependendo da versão do seu ArcGIS, ela pode estar ainda dentro do item Features.

Project no ArcGIS
Convertendo sistemas de referência no ArcGIS.

Primeiro, você definirá o shape que você deseja converter (1); em seguida, o ArcGIS vai mostrar qual é o sistema de referência dele (2), automaticamente.

Você então deve inserir onde o novo shape irá ser salvo (3), qual é o novo sistema de referência (4) e qual o método de conversão (5). Depois, é só clicar em OK (6).


Agora, você já sabe como converter diferentes tipos de coordenadas, seja utilizando a calculadora do INPE, seja utilizando um software de geoprocessamento, e não terá seu projeto prejudicado por causa do sistema de referência.



Clique na figura abaixo e responda nosso questionário para receber nosso ebook "Como criar mapas de localização com ArcGIS 10.x".


Author: Fernando BS

Engenheiro Ambiental e de Segurança do Trabalho. Atua nas áreas de recuperação ambiental, geoprocessamento e ciência do solo. Busca soluções utilizando softwares como ArcGIS, R e MATLAB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *