A Grande Barreira Verde

No sul de Santa Catarina, uma área extensa foi degradada devido à mineração de carvão a céu aberto, sendo essas áreas deixadas à merce do tempo. Essas áreas sem a devida recuperação ficam impactando recursos hídricos, solos, flora, fauna e outros meios.

Atualmente, elas estão sendo recuperadas e as empresas responsáveis por tais passivos estão gerenciando melhor seus processos industriais. Regionalmente, a atividade de recuperação ambiental já é bem conhecida… para as nossas condições ambientais. E como seria uma recuperação ambiental em condições mais desérticas? Com solos mais arenosos? E uma disponibilidade hídrica muito baixa?

Pensando nisso, acabei encontrando a iniciativa Grande Barreira Verde para o Sahara e o Sahel (“Great Green Wall for the Sahara and the Sahel Initiative“), um projeto cujo objetivo é criar um gigantesco corredor verde (uma floresta) para deter o avanço do Sahara, ou seja, conter a desertificação em países como Senegal, Mauritânia e Niger e reduzir problemas com seca, fome e pobreza.

O projeto tem grandes ambições como: recuperar 50 milhões de hectares; fornecer segurança alimentar para 20 milhões de pessoas; criar 350.000 postos de trabalho e sequestrar 250 milhões de toneladas de carbono.

Porém, só plantar arvores não irá auxiliar a população exposta à esses problemas, pois eles surgem de um conjunto de fatores, tais como manejo inadequado da terra e superexploração.

Técnicas especificas também devem ser realizadas para que as plantas  não morram poucos dias depois do seu plantio. Reviver as raízes e cavar “meia-luas” para reter água estão entre essas técnicas.

Haglund e colaboradores (2011) estudaram a aplicação dessas técnicas numa comunidade no Niger. A regeneração natural controlada por agricultores (“Farmer Managed Natural Regeneration” – FMNR) esta associada ao tipo de solo, acesso ao comércio e ao nível de educação ao chefe da família. Ela ainda contribui aumentando a renda da família, diversidade biológica e a densidade de plantas.

A FMNR envolve, usualmente, a seleção e corte de galhos de árvores tombadas para encorajar o crescimento de um tronco principal único; construção de cercas para proteção de mudas de árvores e podas.

Conforme a iniciativa da Grande Barreira Verde avança, novas ideias e abordagens vão surgindo. Ao invés de somente plantar árvores, programas de gerenciamento de água e práticas de conservação do solo estão sendo incorporadas ao projeto inicial, de forma a garantir o sucesso dele.

Fontes Consultadas:

Artigo de Haglund e Colaboradores [http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S030147971100051X]

Matéria da CNN [http://edition.cnn.com/2016/09/22/africa/great-green-wall-sahara/index.html]

Iniciativa Grande Barreira Verde [http://www.greatgreenwallinitiative.org/]



Clique na figura abaixo e assine nossa lista de emails para receber nosso ebook "Como criar mapas de localização com ArcGIS 10.x".


Author: Fernando BS

Engenheiro Ambiental e de Segurança do Trabalho. Atua nas áreas de recuperação ambiental, geoprocessamento e ciência do solo. Busca soluções utilizando softwares como ArcGIS, R e MATLAB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *